Gasolina em Friburgo sobe além do esperado e assusta clientes


A Petrobras anunciou na última segunda-feira, 8, o reajuste médio de R$ 0,20 no preço do litro da gasolina para as distribuidoras. Com o reajuste, de 7,12%, o preço de venda da gasolina A para as distribuidoras passou para R$ 3,01 por litro com previsão de impacto para o consumidor final de R$ 0,15 nas bombas. Mas em Nova Friburgo, o aumento foi maior. Em alguns postos do centro da cidade, a gasolina subiu R$ 0,50 ainda na terça-feira, 9. Estabelecimentos que vendiam o litro do combustível por R$ 5,99, passaram para R$ 6,49.

O aumento revoltou muitos motoristas. “Ora, se o próprio Governo Federal anunciou que o reajuste para o consumidor seria de R$ 0,15, como pode já ter subido R$ 0,50, no mesmo dia. Será que o aumento foi aplicado à revelia e sobre o estoque antigo dos postos. Cadê o Procon? Tem que haver fiscalização. Quando é para reduzir o preço, os postos esperam acabar o estoque para cumprir a decisão. Quando é para aumentar, fazem no mesmo dia. Isso é uma afronta aos clientes”, reclamou um motorista. “O pior é que com esse aumento da gasolina, uma série de atividades que dependem de transporte deverão subir também. É um efeito cascata”, observou outro cliente, revoltado com o reajuste acima do esperado em Nova Friburgo.       

Ao anunciar o reajuste para as distribuidoras, a Petrobras informou que  o valor cobrado pelos postos de combustível ao consumidor final depende de cada varejista, uma vez que ainda são incluídos no valor da gasolina as margens de lucro do comerciante e da distribuidora, além dos custos associados ao transporte.

Ainda segundo a Petrobras, esse foi o primeiro reajuste da gasolina neste ano. A última vez que a estatal havia modificado o preço do produto havia sido em 21 de outubro de 2023, quando houve redução de 4%. O último aumento ocorreu em 16 de agosto daquele ano (16%).

Gás de cozinha

A Petrobras também anunciou aumento do preço do gás de cozinha (GLP), que subiu R$ 3,10 por botijão de 13 quilos (9,81%) e passou a custar R$ 34,70. O último ajuste no preço do gás de botijão havia sido feito em 1º de julho de 2023, quando houve queda (-3,9%). O último aumento (24,9%) havia sido feito em 11 de março de 2022. Em Nova Friburgo, o preço do botijão ainda era encontrado nesta quarta-feira, sem o reajuste, entre R$ 94 e R$ 100, para entregas em domicílios.  (Com informações da Agência Brasil)





Source link

Traduzir